30/08/2017

TRAVESSIA A PALMEIRA E CONVÍVIO DORNEIRO

O vindeiro sábado temos a jornada de convívio dorneiro onde deixamos os apuros das regatas para gozarmos dumha fermosa travessia e tarde de xuntança marinheira.



A visita a Palmeira bem paga a pena. É um dos portos tradicionais melhor conservados. De caminho temos um ronsel de ilhas, ilhotes, conles e coídos, cada um co seu nome, a sua história e o seu feitiço. É umha boa oportunidade para que sejam os patrões de Palmeira quem nolo contem saboreando unhas sardinhas e uns mexilhões, e de aí para a foliada.


Programa:
  • 11:00  Ponto de encontro e saúdo no galpão do Lajareu.
  • 12:00  Travessia.
  • 13:00  Desembarco em Palmeira e refresco nalgumha taverna.
  • 15:00  Jantar no Lajareu: sardinhada e mexilhoada.
  • ...





20/08/2017

POLA AROUSA NO DIA DA REGATA DO VAU

Tripulantes na malhante para a saída da XXIX regata de dornas do Vau na Arousa, (que se celebrou onte). A vista é desde a Insuabela que aproveitando a saída de lezer fixo-nos de barco de apoio. (foto Marcos).



A Moura armando a vela no momento da saída (foto dumha amiga de Carlos).




Primeiras dornas para a chegada "a varar" depois das duas voltas ao triângulo da regata: ponta do Vau (praia da Canteira), ponta Nouxida (no Terrom) e ponta Ximelinho (fotos de Fran Lijó):




1ª Xarandeira:




 2ª Pereca:

3ª Carinhosa:
 4ª Nécora:

A Roxiña também andava por aí:



Mais crónica no Diário de Arousa.



Na Moura divertimo-nos, que era o importante, e adiantamos 7 ou 8 postos, por que na saída... a pica do pau era mais grande que a pia, à ustaga deu-se-lhe por ir por onde não era, o mar botaba-nos para a terra... todo contra nós!!! ;-)

Desde a Insuabela, que andava ao axexo, seica cronometrarom 8 minutos! :-(

A Moura celebrando o seu 15° posto... de 26... não está tão mal... E a auga estava-vos bem boa (foto José, o patrão).




Desde a Insuabela, mandam-nos esta espectacular foto do "paleo-chão", ou campos fossilizados que hai no Ghuidoiro Areoso. Estiverom a visitar a escavação de um dos dólmens, passear pola ilha, banho... (Foto Sabela).



E na Moura regressamos a Ribeira -aproveitando a empopada- polo passo entre o Ghalinheiro e a Rã, depois o Corveiro, o Pedregoso, e Rua, onde nos xuntamos de novo coa Insuabela.

Na foto, o Ghidoiro Pedregoso desde o Corveiro: (estas fotos já são minhas)





Na travessia tivemos momentos de nordés com força 5 e mar de vento. No canal inesperadamente caiu e ficou só umha airexa, mas o mar ainda teso.

Desde o Falante de Rua até as Minhoteiras véu o vento que faltou no canal e um pouco mais..., e em Coroso a calma podre anunciava o temporal que se havia levantar à meia-noite (estando nós já a salvo comendo umhas xoubinhas, luras da ria, polvo e uns pimentinhos de Padrom no Castelao.

Entrando em Ribeira co sol-pôr.















25/07/2017

ÁNCORA, TEIS E LUSIÑA VENCEDORAS NA REGATA DE DORNAS DO CARME

Com vento duro do NW e refachos de força 5, disputou-se o passado sábado dia 22 a regata do Carme, participando 17 dornas.

A boia de desmarque situou-se fronte à praia de Coroso, para de seguido deixar a babor o Lajareu e a Ínsua para recreio do persoal que passeava polo porto grande de Ribeira.

Continuou-se co vento de aleta até circundar as Airoas, passar o Camouco e rodear a ilha de Rua, deixando-a a estribor, e de volta à linha de meta nas proximidades do Náutico de Ribeira.



No canal da ria, nas proximidades de Rua, havia mar de vento com algum carneiro e salseiro para todos. O vento de 18 nós com refachos de até 24, registrados na boia meteorológica de Rua, era ademais potente e pesado pola baixa temperatura do ar para esta época do ano, 17ºC, fazendo trabalhar duro a todas as tripulações.

Estava mais tranquilo no bordo rumo as Airoas


 
Outra perspetiva com toda a frota à proa passando O Touro

A Áncora passando de primeira a linha de meta

A Teis entrado de segunda, seguida da Lusiña.

E também houvo que dar reboque a várias dornas. Alí fora estava-che a cousa algo dura ;-)

Parabéns a Adelino Formoso e Agustín Seráns, os fenómenos da Áncora que entrarom em primeira posição, a Victor de Remadoira e Brux Álvarez coa Teis de segundos, e Antonio Santiago e Fran Lijó ao frente da Lusiña que completarom o pódio dos trofeus.

Também o agradecimento pola profissionalidade e o serviço a Chema, o juiz de regata e os grumetes que o acompanham, e a Juan Luis coa Insuabela e o veleiro de apoio que véu de Ogrove. 

E finalmente o agradecimento a todas as tripulações participantes e especialmente a aquelas que se desprazarom desde outros portos da ria.

A classificação ficou com segue:
  1. Áncora
  2. Teis
  3. Lusiña
  4. Volandeira
  5. Zoa
  6. Cachi
  7. Lara Doce
  8. Papoula
  9. Sandra
  10. Ardentía
  11. A Fiuza
  12. Praia das Carolinas
  13. Xaimiña
  14. Mariestela (DNF)
  15. Marijuana (DNF)
  16. Xarda (DNF)
  17. Moura (DNF)

Tendes de seguido os álbums de fotos da regata e a entrega de troféus e do convívio marinheiro no galpão do clube.

Vemo-nos nas regatas e atividades de CulturMar programadas para o verão, e por parte do Lajareu de Ribeira no encontro de setembro.

Álbum de fotos da regata do Carme 2017

Álbum de fotos da entrega de troféus do Carme 2017



16/07/2017

ANÚNCIO DE REGATA DO CARME - RIBEIRA

O vindeiro sábado 22 de julho, às 16:30, disputa-se a regata do Carme de dornas a vela organizada como todos os años polo clube Lajareu por Barlovento de Ribeira.


Descarregar o anúncio de regata em pdf.

Animamos a todas as tripulações e clubes de dornas a se achegarem por Ribeira para participar na regata e passar umha boa tarde de convívio.


09/07/2017

FIUZA, CACHI E VOLANDEIRA TRIUNFADORAS DA REGATA DE PRIMAVERA

A Fiuza triunfadora e no mais alto do pódium da regata de primavera de dornas a vela do clube Lajareu de Ribeira. Parabéns a Severino Somoza que a patronea e a Nacho Jorganes ao teste da embarcação.

Vai de seguido a tabela classificatória, coa Cachi de Juan Suárez e Jesús Ferrón num mui bom segundo posto, e  também no pódium a Volandeira, com José Gago à cana e Sergio Triñanes de proeiro.


Aproveitou-se como de cote, a entrega de troféus depois da 4ª regata do dia 10 de junho, para fazer um serão de convívio no galpón.



Como sempre, o agradecimento pola deportiva participação ao longo de toda a tempada das dornas que assistirom, o trabalho comprometido e detalhado do juiz, Chema e da junta directiva do clube pola organização, e a todos os membros que andades atentos/as a botar umha mão quando fai falta para resolver as muitas incidências que vão aparecendo no dia a dia dumha associação coa atividade que tem o Lajareu.




Finalmente, emprazam-se a todas as dornas do clube do Lajareu e o resto de dornas das rias que se animem a participar nas competições e encontros que temos no verão em diferentes portos, e nas que organizaremos para o ano que vem se não hai novidade.

Premendo na imagem tendes umha coleção de fotos da entrega de troféus que nos passa o Marcos.

Album entrega de troféus regata de primavera 2017 Lajareu


REGATA DE PRIMAVERA - 4ª PROVA

Cumha boa participação, celebrou-se o passado dia 10 de junho a derradeira prova da regata de dornas a vela da primavera 2017 do clube Lajareu.

Velai o vídeo da saída:



A ganhadora foi desta volta a Sandra, governada por José Antonio Castrelo e José Maria Franco Parada, que vemos triunfadores nesta instantânea.


 

Seguiu-lhe de segunda a Áncora, com Adelino à cana e Agustín à tosta, que vemos aqui com sempre mui concentrados na faena:




E de terceira a Zoa,  na foto em plena manobra ao passo polo sinal do Lajareu, patroneada por Charly (Manuel Sampedro) e André Etxeitia na proa.




A classificação completa é a que segue:

  1. Sandra
  2. Áncora
  3. Zoa
  4. Volandeira
  5. Cachi 
  6. Fiuza
  7. Moura
  8. Praia das Carolinas
  9. Xarda
  10. Praia Bandaurrio



Premendo na imagem de abaixo tendes umha completa reportagem fotográfica feita por Chema, o juiz, com interessantes detalhes do passo polas Airoas, o Camouco e a linha de meta.



Album fotos 4ª prova regata de primavera Lajareu 2017

Parabens à dorna ganhadora, e especialmente a toda a gente participante. E agora, com esta boa preparação de inverno e primavera, muita sorte e a todo filispin para as regatas de verão nos diferentes portos da ria.


17/06/2017

REGATA DE PRIMAVERA - 3ª PROVA

Foi o sábado 27 de maio, começando a regata cumha brisa leve (F2) do SW. Dá-se a saída desde a praia de Coroso cara a boia de desmarque no náutico, para fazer até o Camouco de través, depois contra o vento para deixar as Airoas por estribor, e fazer linha de meta no náutico.

Linha de saída, primeiro bordo de bolina para a boia de desmarque no náutico.
A Moura fai umha boa saída situando-se de primeira no largo cara o sinal verde do Camouco. Segue-a a Xarda a várias esloras sem conseguir recortar-lhe a distância. 

Passado o Camouco, na bolina hai quem apostam por ganhar as Airoas polo canal da ria, e outras no interior da abra. Começa a cair o vento e dá-se-lhe a volta à grelha do que ía ser a classificação final.

Aproveitando a airexa, passamos este "video didáctico" dumha virada por proa da Xarda passo a passo. Marcos à cana e Carlos ao teste. Penso que foi o mais emocionante da regata... ;-)



A  Fiuza patroneada por Severino, e com Nacho à proa, aproveita bem as circunstâncias e entra em primeira posição, seguida da Cachi e a Xarda. Parabéns!! Vai de seguido a classificação:

  1. Fiuza
  2. Cachi
  3. Xarda
  4. Volandeira
  5. Moura 

E à Moura que tam bem saíra... tocou-lhe quedar de última  :-(  e fazer unas fotos artísticas das Airoas, da Ameixida e da ponta Escorregante, e bogar para regressar a porto (quando desmontamos o leme e vimos o argaço que levavamos... Para marinheiros, nós!  ;-)  

Vai de seguido o álbum completo da regata, com vídeo da saída, fotos turísticas das Airoas,  a sequência da entrada e outras maravilhas ;-) retratadas por Chema o juíz, como sempre,  e por mim mesmo.

Álbum da terceira regata de primavera do Lajareu 2017


25/05/2017

REGATA DE PRIMAVERA - 2ª PROVA



O passado sábado celebrou-se a segunda prova da regata de primavera do Lajareu que fora adiada da semana anterior.

A concorrência era mais bem familiar e a tarde mais de verão que de primavera. Apetecia desfrutar da dorna cumha boa travessia pola ria.  A  cabeçinha não para, e tocou inovar...

O vento era do NW força 3 indo a menos. Acorda-se umha saída desde a abra de Ribeira cara umha boia de desmarque no Náutico, e a tempo cronometrado rumo o porto do Xufre na Arousa, ou o que desse o vento.



Co vento já em mínimos decide-se fazer meta nas primeiras bateas da Ilha. De primeira entra a Volandeira, seguida da Fiuza... (escoitam-se no vídeo os tempos que vai dizindo o juiz ao que vai dando a entrada).

Coa calorinha da encalmada procede botar um grolo, e organiza-se o desembarco na ponta do Cavalo, do que o Marcos manda esta bonita estampa:



Refrescando a gorxa no restaurante do faro, Carlos repara nuns gravados dumha laje e quem que está à frente do estabelecimento achega-se para dar umhas interessantes explicações ao grupo do Lajareu.




Seica os gravados correspondiam a um desenho inicial para o faro cumha planta circular, que finalmente não se chegou a construir, fazendo-se a de planta retangular que se vê atualmente.

Por outra banda comentou que era o único faro operativo que tinha no mesmo corpo umha concessão para hostelaria. E também a origem do nome de ponta do Cavalo, que era pola senlheira colónia de cavalinhos de mar que habitam entre esses cons (ligação abaixo para um vídeo).

Artigo de GCiencia com vídeo de Pedro Alonso sobre os Hippocampus de P. Cavalo

Incia-se a volta coas dornas a reboque da planeadora, mas ao passar o sinal do Manho, a cousa refresca e entra o Nordés, e sem mais vacilar, monta-se umha linha de saída, e põe-se em marcha o cronómetro de novo. Continua a regata por tempos!

A Volandeira seguida doutras vão buscando mais vento cara a costa e metem-se cara a Palmeira. A Fiuza com algum contratempo tarda na saída, e a Xarda (de onde nos passam a informação para a crónica) observa o panorama desde posições traseiras.

O vento de costa não aparece, mais bem todo o contrário encalmando no passo entre a ilha dos Ratos e o Rio Azor; e é a Fiuza num bordo direito, a que acaba fazendo um tempo total mais curto e entrando de feito de primeira na linha de meta final no Náutico.


Parabéns à Fuiza, patroneada por Severino, e Nacho na proa. De segunda a Volandeira, e de terceira a Cachi na classificação final desta prova:

  1. Fiuza
  2. Volandeira
  3. Cachi
  4. Praia das Carolinas
  5. Xarda

Premendo nesta imagem da regata ao passo polo sinal do Manho, tendes umhas  fotos mui guapas feitas polo Chema, o nosso juiz de regata, que como sempre está a todo.

Álbum de fotos da 2ª prova da Regata de Primavera 2017 Lajareu


E temos aí este sábado, dia 27 de maio, a terceira prova da regata de Primavera de dornas a vela do Lajareu. Vemo-nos!

01/05/2017

REGATA DE PRIMAVERA - 1ª PROVA

Começamos com força a regata de primavera. Nesta singradura o recorrido foi o "slalom Abra de Ribeira" como podedes olhar no encerado do clube.



Vento de força 4 do terceiro quadrante, e algo de mar. Três dornas não chegam a finalizar a regata. Roturas de pau e incidências várias.


De primeira entra a Zoa, com Charly à cana e Andrés na tosta. De segunda a Teis, a equipa da ria de Vigo que abre potente a sus entrada na regata de verão. E de terceira a Cachi, de novo um bom posto para abrir a tempada.

  1. ZOA
  2. TEIS
  3. CACHI
  4. PAPOULA
  5. A FIUZA
  6. VOLANDEIRA

DNF:
PRAIA DAS CAROLINAS
SANDRA
MOURA




Álbum de fotos e vídeos dá regata.

Vemo-nos de novo em duas semanas, o sábado 13 de maio às 16:30.

09/04/2017

ÁNCORA, VIKINGA E PAPOULA, VENCEDORAS NA DORNA DE INVERNO

Coa quarta prova celebrada este sábado, remata a regata de inverno do Lajareu conquerindo o primeiro posto na classificação final a imbatível Áncora com Adelino Formoso à cana e Agustín Seráns na tosta.

A segunda classificada foi a Vikinga, governada com constância e bom fazer marinheiro por Fernando Redondo e Marcos Buide; e no terceiro posto deste podium final de inverno a Papoula com Carlos Otero e Manuel Linares que tiverom uns interessantes destaques ao longo da tempada.

 Album da 4ª prova da regata de inverno de dornas do Lajareu
Álbum da 4ª prova da regata de inverno do Lajareu

Ventos frouxos e rolando na abra de Ribeira, e mais definidos do SW e de força 2 em Rua. Dá-se saída em Coroso cara umha bóia de desmarque enfiando o São Alberte. Foi praticamente a única bolina da regata e determinou os primeiros postos, triunfando as poucas dornas que sairom amuradas a babor. Completou-se a regata mui comodamente fazendo o triângulo clássico da ilha dos Ratos, Rua e o Lajareu.



Acompanharom os arroaces, as temperaturas forom de verão, e terminamos a xeira de inverno sem incidentes e desfrutarmos desta extraordinária ria que é um verdadeiro privilégio. Como sempre, clicando na imagem de arriba tendes o álbum de fotos da prova, e o video da saída.


Album da entrega de troféus da regata de inverno 2017 do Lajareu

Como de costume rematamos coa entrega de troféus e um serão de convívio. Os petiscos forom desta volta no bar Castelao, onde se contarom as anedotas da jornada, brincadeiras e histórias marinheiras, aguardando o começo da regata de primavera para o dia 29 de abril.







26/03/2017

REGATA DE INVERNO - 3ª PROVA

Começou a tarde com Nordés F4, e por tanto umha regata para estarmos atentos e trabalhar um chisco. Houvo tripulações que decidirom meter um riz e pau ao médio, entanto que outras mais afoutadas armarom pau em candela e a toda vela.



Dá-se a saída desde o náutico de Ribeira cara a boia de desmarque em Coroso. A Sandra parte a verga e já não podem continuar, molhadura e a achicar. Passam a boia de desmarque a Ardentia de primeiros, seguidos pola Áncora e a Volandeira.

Toca empopada para passar o Lajareu, e no grupo de cabeça a Volandeira escacha traste e pau tendo também que abandonar, passando a ser a Papoula -com Carlos e Manolo- a que passa o sinal vermelho de terceira, defendendo o posto até e linha de meta.



Continua a regata remontando vento e mar cara a primeira batea de Palmeira. Hai algum carneiro e a Ardentia embarca auga numha manobra. José María e José Antonio resolvem o contratempo de contado, mas é já a Áncora, com Adelino e Agustin, a que passa a batea de primeira para manterem o posto até o final.

No grupo que segue encabeça a Vikinga, e num tira-puja entre a Cachi, a Fiuza e a Moura nos bordos cara a Palmeira, esta remonta dous postos. Segue-os firmes e desfrutando da tarde marinheira a Xaimiña.

A regata continua com ventos pola aleta e través para passar o Camouco e de novo o Lajareu, bolinando finalmente cara a linha de meta na praia de Coroso. O vento vai amainando e não se produzem grandes mudanças na classificação:

  1. Áncora
  2. Ardentia
  3. Papoula
  4. Vikinga
  5. Moura
  6. A Fiuza
  7. Cachi
  8. Xaimiña
DNF Volandeira
DNF Sandra


Vai de seguido o álbum com fotos de José Maria o juiz, e de Javi Suberviola que ia também na planeadora com Carmen de marinheira e os dous grumetes sempre ao pé do canón: Bruno e Enzo. 

Engadiu o Marcos uns vídeos ao álbum da regata anterior, entre eles este da flotilha a passar as Airoas cos que vos deixamos até a 4ª prova e derradeira das regatas de Inverno 2017 do Lajareu de Ribeira, sábado 8 de abril, às 16:00, com entrega de troféus, petiscos e serão de convívio.



12/03/2017

REGATA DE INVERNO - 2ª PROVA

A manhã tristeira, que pouco convidada a sair ao mar, acabou numha tarde de regata com ventos jeitosos do NW.

A saída como sempre a desmarcar contra o vento. A linha de saída, di a carta que nos baixos dos Petoncinhos... e a boia contra a praia de Coroso. Os passos: Airoas, Lajareu, Camouco e volta à linha de meta em Coroso. Os ventos mantidos de força dous, mar calmo e paus em candela derom para empopadas praticamente de cinco nós. Alguns refachinhos puxerom o toque de diversão nos bordos de bolina.

Velai a trajectória da Moura:


A Papoula estreou-se este ano, e na dianteira, desde a saída até o passo pola linha de meta. "Chegar e encher", Carlos à canha e Manolo na tosta. Parabéns! A Cachi continuou forte, entrando no segundo posto, a Vikinga repetindo de terceira. A classificação:


  1. Papoula
  2. Cachi
  3. Vikinga
  4. Moura
  5. Volandeira
  6. Fiuza 
  7. Sandra
  8. Praia das Carolinas
  9. Xarda


E como sempre um bom álbum de fotos que nos passa José Maria, o juiz de regata, e até dentro de duas semanas para a terceira prova ;-)

Linha de saída coa Papoula no primeiro posto que mantivo até o final



26/02/2017

REGATA DE INVERNO - 1ª PROVA

A ria botava em falta dornas... e agasalhou-nos coa tarde mais jeitosa para encetar a tempada.

Dominou a brisa frouxa do Oeste (10 nós) e mar ligeiramente rizado e sem carneiros. A temperatura agradável, os céus potentes entre nuvens chumbas e claros azuis com espetaculares raiolas que alumiavam as velas içadas e os paus em candela.



Dá-se a primeira saída do ano na praia das Carolinas (ou o pouco que fica dela), e de empopada até deixar a ilha dos Ratos por estribor. Passam de primeiras a Xaimiña e a Áncora, seguida da Moura que é adiantada pola Volandeira que avança já de terceira polo Falante de Rua.

Houvo quem se atreveu a virar Rua pola Caravelinha ganhando posições, mas o importante da regata ainda vinha agora co rumo posto no Lajareu, e a bolinar!

A Cachi, entre outras, continuarom o bordo polo canal da ria cara Sálvora com bom vento e algo de mar em contra. E abofé que atinarom polo que se viu ao final! A Áncora e outro grupo procurarom bordos diversos na abra de Ribeira: o vento da costa e menos mar...

Ao final, com poucos minutos de diferença, fomos chegando ao sinal cadaquem desde o seu rumo. Na boca do porto, coa queda do sol, o vento cai indeciso complicando a linha de meta no Náutico.



De primeira entra a Cachi (Parabéns a Juan e Susa!), adiantando por sotavento (si, por sotavento!) a Áncora que passa a ser segunda. De terceira a Moura, adiantando in-extremis e também por sotavento a Vikinga que termina no quarto posto, seguida da Xarda... e em ringleira toda a flotilha:

Classificação:
  1. CACHI
  2. ÁNCORA
  3. MOURA
  4. VIKINGA
  5. XARDA 
  6. XAIMIÑA
  7. PRAIA DAS CAROLINAS
  8. VOLANDEIRA
  9. SANDRA

Album de fotos da 1ª regata de inverno 2017


E para rematar esta singradura da que desfrutou todo mundo, vai um vídeo resumo, e até dentro de duas semanas: