30/08/2017

TRAVESSIA A PALMEIRA E CONVÍVIO DORNEIRO

O vindeiro sábado temos a jornada de convívio dorneiro onde deixamos os apuros das regatas para gozarmos dumha fermosa travessia e tarde de xuntança marinheira.



A visita a Palmeira bem paga a pena. É um dos portos tradicionais melhor conservados. De caminho temos um ronsel de ilhas, ilhotes, conles e coídos, cada um co seu nome, a sua história e o seu feitiço. É umha boa oportunidade para que sejam os patrões de Palmeira quem nolo contem saboreando unhas sardinhas e uns mexilhões, e de aí para a foliada.


Programa:
  • 11:00  Ponto de encontro e saúdo no galpão do Lajareu.
  • 12:00  Travessia.
  • 13:00  Desembarco em Palmeira e refresco nalgumha taverna.
  • 15:00  Jantar no Lajareu: sardinhada e mexilhoada.
  • ...





20/08/2017

POLA AROUSA NO DIA DA REGATA DO VAU

Tripulantes na malhante para a saída da XXIX regata de dornas do Vau na Arousa, (que se celebrou onte). A vista é desde a Insuabela que aproveitando a saída de lezer fixo-nos de barco de apoio. (foto Marcos).



A Moura armando a vela no momento da saída (foto dumha amiga de Carlos).




Primeiras dornas para a chegada "a varar" depois das duas voltas ao triângulo da regata: ponta do Vau (praia da Canteira), ponta Nouxida (no Terrom) e ponta Ximelinho (fotos de Fran Lijó):




1ª Xarandeira:




 2ª Pereca:

3ª Carinhosa:
 4ª Nécora:

A Roxiña também andava por aí:



Mais crónica no Diário de Arousa.



Na Moura divertimo-nos, que era o importante, e adiantamos 7 ou 8 postos, por que na saída... a pica do pau era mais grande que a pia, à ustaga deu-se-lhe por ir por onde não era, o mar botaba-nos para a terra... todo contra nós!!! ;-)

Desde a Insuabela, que andava ao axexo, seica cronometrarom 8 minutos! :-(

A Moura celebrando o seu 15° posto... de 26... não está tão mal... E a auga estava-vos bem boa (foto José, o patrão).




Desde a Insuabela, mandam-nos esta espectacular foto do "paleo-chão", ou campos fossilizados que hai no Ghuidoiro Areoso. Estiverom a visitar a escavação de um dos dólmens, passear pola ilha, banho... (Foto Sabela).



E na Moura regressamos a Ribeira -aproveitando a empopada- polo passo entre o Ghalinheiro e a Rã, depois o Corveiro, o Pedregoso, e Rua, onde nos xuntamos de novo coa Insuabela.

Na foto, o Ghidoiro Pedregoso desde o Corveiro: (estas fotos já são minhas)





Na travessia tivemos momentos de nordés com força 5 e mar de vento. No canal inesperadamente caiu e ficou só umha airexa, mas o mar ainda teso.

Desde o Falante de Rua até as Minhoteiras véu o vento que faltou no canal e um pouco mais..., e em Coroso a calma podre anunciava o temporal que se havia levantar à meia-noite (estando nós já a salvo comendo umhas xoubinhas, luras da ria, polvo e uns pimentinhos de Padrom no Castelao.

Entrando em Ribeira co sol-pôr.















25/07/2017

ÁNCORA, TEIS E LUSIÑA VENCEDORAS NA REGATA DE DORNAS DO CARME

Com vento duro do NW e refachos de força 5, disputou-se o passado sábado dia 22 a regata do Carme, participando 17 dornas.

A boia de desmarque situou-se fronte à praia de Coroso, para de seguido deixar a babor o Lajareu e a Ínsua para recreio do persoal que passeava polo porto grande de Ribeira.

Continuou-se co vento de aleta até circundar as Airoas, passar o Camouco e rodear a ilha de Rua, deixando-a a estribor, e de volta à linha de meta nas proximidades do Náutico de Ribeira.



No canal da ria, nas proximidades de Rua, havia mar de vento com algum carneiro e salseiro para todos. O vento de 18 nós com refachos de até 24, registrados na boia meteorológica de Rua, era ademais potente e pesado pola baixa temperatura do ar para esta época do ano, 17ºC, fazendo trabalhar duro a todas as tripulações.

Estava mais tranquilo no bordo rumo as Airoas


 
Outra perspetiva com toda a frota à proa passando O Touro

A Áncora passando de primeira a linha de meta

A Teis entrado de segunda, seguida da Lusiña.

E também houvo que dar reboque a várias dornas. Alí fora estava-che a cousa algo dura ;-)

Parabéns a Adelino Formoso e Agustín Seráns, os fenómenos da Áncora que entrarom em primeira posição, a Victor de Remadoira e Brux Álvarez coa Teis de segundos, e Antonio Santiago e Fran Lijó ao frente da Lusiña que completarom o pódio dos trofeus.

Também o agradecimento pola profissionalidade e o serviço a Chema, o juiz de regata e os grumetes que o acompanham, e a Juan Luis coa Insuabela e o veleiro de apoio que véu de Ogrove. 

E finalmente o agradecimento a todas as tripulações participantes e especialmente a aquelas que se desprazarom desde outros portos da ria.

A classificação ficou com segue:
  1. Áncora
  2. Teis
  3. Lusiña
  4. Volandeira
  5. Zoa
  6. Cachi
  7. Lara Doce
  8. Papoula
  9. Sandra
  10. Ardentía
  11. A Fiuza
  12. Praia das Carolinas
  13. Xaimiña
  14. Mariestela (DNF)
  15. Marijuana (DNF)
  16. Xarda (DNF)
  17. Moura (DNF)

Tendes de seguido os álbums de fotos da regata e a entrega de troféus e do convívio marinheiro no galpão do clube.

Vemo-nos nas regatas e atividades de CulturMar programadas para o verão, e por parte do Lajareu de Ribeira no encontro de setembro.

Álbum de fotos da regata do Carme 2017

Álbum de fotos da entrega de troféus do Carme 2017



16/07/2017

ANÚNCIO DE REGATA DO CARME - RIBEIRA

O vindeiro sábado 22 de julho, às 16:30, disputa-se a regata do Carme de dornas a vela organizada como todos os años polo clube Lajareu por Barlovento de Ribeira.


Descarregar o anúncio de regata em pdf.

Animamos a todas as tripulações e clubes de dornas a se achegarem por Ribeira para participar na regata e passar umha boa tarde de convívio.


09/07/2017

FIUZA, CACHI E VOLANDEIRA TRIUNFADORAS DA REGATA DE PRIMAVERA

A Fiuza triunfadora e no mais alto do pódium da regata de primavera de dornas a vela do clube Lajareu de Ribeira. Parabéns a Severino Somoza que a patronea e a Nacho Jorganes ao teste da embarcação.

Vai de seguido a tabela classificatória, coa Cachi de Juan Suárez e Jesús Ferrón num mui bom segundo posto, e  também no pódium a Volandeira, com José Gago à cana e Sergio Triñanes de proeiro.


Aproveitou-se como de cote, a entrega de troféus depois da 4ª regata do dia 10 de junho, para fazer um serão de convívio no galpón.



Como sempre, o agradecimento pola deportiva participação ao longo de toda a tempada das dornas que assistirom, o trabalho comprometido e detalhado do juiz, Chema e da junta directiva do clube pola organização, e a todos os membros que andades atentos/as a botar umha mão quando fai falta para resolver as muitas incidências que vão aparecendo no dia a dia dumha associação coa atividade que tem o Lajareu.




Finalmente, emprazam-se a todas as dornas do clube do Lajareu e o resto de dornas das rias que se animem a participar nas competições e encontros que temos no verão em diferentes portos, e nas que organizaremos para o ano que vem se não hai novidade.

Premendo na imagem tendes umha coleção de fotos da entrega de troféus que nos passa o Marcos.

Album entrega de troféus regata de primavera 2017 Lajareu