30 de ago. de 2017

TRAVESSIA A PALMEIRA E CONVÍVIO DORNEIRO

O vindeiro sábado temos a jornada de convívio dorneiro onde deixamos os apuros das regatas para gozarmos dumha fermosa travessia e tarde de xuntança marinheira.



A visita a Palmeira bem paga a pena. É um dos portos tradicionais melhor conservados. De caminho temos um ronsel de ilhas, ilhotes, conles e coídos, cada um co seu nome, a sua história e o seu feitiço. É umha boa oportunidade para que sejam os patrões de Palmeira quem nolo contem saboreando unhas sardinhas e uns mexilhões, e de aí para a foliada.


Programa:
  • 11:00  Ponto de encontro e saúdo no galpão do Lajareu.
  • 12:00  Travessia.
  • 13:00  Desembarco em Palmeira e refresco nalgumha taverna.
  • 15:00  Jantar no Lajareu: sardinhada e mexilhoada.
  • ...





20 de ago. de 2017

POLA AROUSA NO DIA DA REGATA DO VAU

Tripulantes na malhante para a saída da XXIX regata de dornas do Vau na Arousa, (que se celebrou onte). A vista é desde a Insuabela que aproveitando a saída de lezer fixo-nos de barco de apoio. (foto Marcos).



A Moura armando a vela no momento da saída (foto dumha amiga de Carlos).




Primeiras dornas para a chegada "a varar" depois das duas voltas ao triângulo da regata: ponta do Vau (praia da Canteira), ponta Nouxida (no Terrom) e ponta Ximelinho (fotos de Fran Lijó):




1ª Xarandeira:




 2ª Pereca:

3ª Carinhosa:
 4ª Nécora:

A Roxiña também andava por aí:



Mais crónica no Diário de Arousa.



Na Moura divertimo-nos, que era o importante, e adiantamos 7 ou 8 postos, por que na saída... a pica do pau era mais grande que a pia, à ustaga deu-se-lhe por ir por onde não era, o mar botaba-nos para a terra... todo contra nós!!! ;-)

Desde a Insuabela, que andava ao axexo, seica cronometrarom 8 minutos! :-(

A Moura celebrando o seu 15° posto... de 26... não está tão mal... E a auga estava-vos bem boa (foto José, o patrão).




Desde a Insuabela, mandam-nos esta espectacular foto do "paleo-chão", ou campos fossilizados que hai no Ghuidoiro Areoso. Estiverom a visitar a escavação de um dos dólmens, passear pola ilha, banho... (Foto Sabela).



E na Moura regressamos a Ribeira -aproveitando a empopada- polo passo entre o Ghalinheiro e a Rã, depois o Corveiro, o Pedregoso, e Rua, onde nos xuntamos de novo coa Insuabela.

Na foto, o Ghidoiro Pedregoso desde o Corveiro: (estas fotos já são minhas)





Na travessia tivemos momentos de nordés com força 5 e mar de vento. No canal inesperadamente caiu e ficou só umha airexa, mas o mar ainda teso.

Desde o Falante de Rua até as Minhoteiras véu o vento que faltou no canal e um pouco mais..., e em Coroso a calma podre anunciava o temporal que se havia levantar à meia-noite (estando nós já a salvo comendo umhas xoubinhas, luras da ria, polvo e uns pimentinhos de Padrom no Castelao.

Entrando em Ribeira co sol-pôr.















25 de xul. de 2017

ÁNCORA, TEIS E LUSIÑA VENCEDORAS NA REGATA DE DORNAS DO CARME

Com vento duro do NW e refachos de força 5, disputou-se o passado sábado dia 22 a regata do Carme, participando 17 dornas.

A boia de desmarque situou-se fronte à praia de Coroso, para de seguido deixar a babor o Lajareu e a Ínsua para recreio do persoal que passeava polo porto grande de Ribeira.

Continuou-se co vento de aleta até circundar as Airoas, passar o Camouco e rodear a ilha de Rua, deixando-a a estribor, e de volta à linha de meta nas proximidades do Náutico de Ribeira.



No canal da ria, nas proximidades de Rua, havia mar de vento com algum carneiro e salseiro para todos. O vento de 18 nós com refachos de até 24, registrados na boia meteorológica de Rua, era ademais potente e pesado pola baixa temperatura do ar para esta época do ano, 17ºC, fazendo trabalhar duro a todas as tripulações.

Estava mais tranquilo no bordo rumo as Airoas


 
Outra perspetiva com toda a frota à proa passando O Touro

A Áncora passando de primeira a linha de meta

A Teis entrado de segunda, seguida da Lusiña.

E também houvo que dar reboque a várias dornas. Alí fora estava-che a cousa algo dura ;-)

Parabéns a Adelino Formoso e Agustín Seráns, os fenómenos da Áncora que entrarom em primeira posição, a Victor de Remadoira e Brux Álvarez coa Teis de segundos, e Antonio Santiago e Fran Lijó ao frente da Lusiña que completarom o pódio dos trofeus.

Também o agradecimento pola profissionalidade e o serviço a Chema, o juiz de regata e os grumetes que o acompanham, e a Juan Luis coa Insuabela e o veleiro de apoio que véu de Ogrove. 

E finalmente o agradecimento a todas as tripulações participantes e especialmente a aquelas que se desprazarom desde outros portos da ria.

A classificação ficou com segue:
  1. Áncora
  2. Teis
  3. Lusiña
  4. Volandeira
  5. Zoa
  6. Cachi
  7. Lara Doce
  8. Papoula
  9. Sandra
  10. Ardentía
  11. A Fiuza
  12. Praia das Carolinas
  13. Xaimiña
  14. Mariestela (DNF)
  15. Marijuana (DNF)
  16. Xarda (DNF)
  17. Moura (DNF)

Tendes de seguido os álbums de fotos da regata e a entrega de troféus e do convívio marinheiro no galpão do clube.

Vemo-nos nas regatas e atividades de CulturMar programadas para o verão, e por parte do Lajareu de Ribeira no encontro de setembro.

Álbum de fotos da regata do Carme 2017

Álbum de fotos da entrega de troféus do Carme 2017



16 de xul. de 2017

ANÚNCIO DE REGATA DO CARME - RIBEIRA

O vindeiro sábado 22 de julho, às 16:30, disputa-se a regata do Carme de dornas a vela organizada como todos os años polo clube Lajareu por Barlovento de Ribeira.


Descarregar o anúncio de regata em pdf.

Animamos a todas as tripulações e clubes de dornas a se achegarem por Ribeira para participar na regata e passar umha boa tarde de convívio.


9 de xul. de 2017

FIUZA, CACHI E VOLANDEIRA TRIUNFADORAS DA REGATA DE PRIMAVERA

A Fiuza triunfadora e no mais alto do pódium da regata de primavera de dornas a vela do clube Lajareu de Ribeira. Parabéns a Severino Somoza que a patronea e a Nacho Jorganes ao teste da embarcação.

Vai de seguido a tabela classificatória, coa Cachi de Juan Suárez e Jesús Ferrón num mui bom segundo posto, e  também no pódium a Volandeira, com José Gago à cana e Sergio Triñanes de proeiro.


Aproveitou-se como de cote, a entrega de troféus depois da 4ª regata do dia 10 de junho, para fazer um serão de convívio no galpón.



Como sempre, o agradecimento pola deportiva participação ao longo de toda a tempada das dornas que assistirom, o trabalho comprometido e detalhado do juiz, Chema e da junta directiva do clube pola organização, e a todos os membros que andades atentos/as a botar umha mão quando fai falta para resolver as muitas incidências que vão aparecendo no dia a dia dumha associação coa atividade que tem o Lajareu.




Finalmente, emprazam-se a todas as dornas do clube do Lajareu e o resto de dornas das rias que se animem a participar nas competições e encontros que temos no verão em diferentes portos, e nas que organizaremos para o ano que vem se não hai novidade.

Premendo na imagem tendes umha coleção de fotos da entrega de troféus que nos passa o Marcos.

Album entrega de troféus regata de primavera 2017 Lajareu